“huhuhuhu” – O verdadeiro grito dos indios

O cenário desenha-se no ar… os sinais de fumo viam-se ao longe… um clima de mistério pairava… Á medida que nos aproximava-mos podíamos quase antecipar o que ia surgir diante dos nossos olhos.

A Tapada de Mafra foi invadida por uma tribo! Uma tribo de arcos, flechas e fisgas em punho e que estava pronta para celebrar conosco uma das festas mais bonitas de sempre.

Uma verdadeira festa de índios… e para índios, que podem ver e desfolhar em primeira mão na primeira edição da revista CARAS Kids!

A Tapada de Mafra, perfeita para este evento, é de uma beleza única e indescritível. Enquanto passeávamos pelo espaço eramos surpreendidos pela beleza e espontaneidade da natureza. Ora pelos animais selvagens que avistávamos aqui e acolá, um veado que viamos por entre as árvores, um javali que corria lá mais ao longe, ou pela beleza das flores, das árvores e das plantas que nos fazem respirar bem fundo e aproveitar esta benção oferecida pela natureza.

Um sitio repleto de magia sem dúvida.

Esta foi uma festa muito exigente, um desafio que me deu um enorme gozo. A produção, organização e selecção das peças, fornecedores, catering, bolo, decoração, mesa, decoração das tendas e do ambiente ficou tudo a nosso cargo.
E foi um prazer imenso idealizar e recriar este cenário. Ficou perfeito, mais que perfeito! E o ambiente não poderia ser mais adequado para uma festa de “caras pálidas”!

Venham mais sinais de fumo destes!