Salvador, Masha e o Urso

Uma brisa tímida paira no ar. Sentem-se os cheiros da floresta, e as cores das ervas frescas estão mais intensas enquanto vibram num movimento leve, lento e doce. As flores e as folhas viram-se de par em par como que num posto de escuta para ouir o som de uma música que está lá bem ao longe.

Um prenúncio pela manhã do dia mágico que começa agora a nascer. Os primeiros animais despertam, espreiguiçam-se e procuram arrumar os pelos que se desalinharam durante o profundo sono em que mergulharam de noite.
Mas há algo diferente neste dia, há um sentimento de harmonia e amor no ar, como se o sol tivesse um brilho e um sorriso diferente de ontem.

Curiosos caminham e descobrem uma festa. A Festa do Salvador! Rapidamente reunem-se em volta da mesa, e saltam de felicidade. Tantos doces, tantas coisas boas. Nem sabem para que lado se virar. Ora para as bolachas, ora para os cakepops, ora para o bolo! Mas não podem comer tudo porque a esta festa ainda vão chegar a Masha e o Urso para grande alegria da pequenada. Entre brincadeiras, vão distribuindo abraços e partilhando sorrisos únicos que não se esquecem nunca. É o sorriso da felicidade, do amor.

Esses sentimentos que tornam esta manhã, este dia tão especial e único, o do terceiro aniversário do Salvador.